Vibradores fazem bem para a saúde sexual e afetiva do casal

Labareda abril 22, 2014 0

Todos os dias percebo nos atendimentos que faço que o maior medo da mulher perante um vibrador é o de puro pré-conceito. É preferível dizer “não preciso” a “quero conhecer”.
foto1
O que tento explicar é que o vibrador tem uma função quase que fisiológica dentro de um relacionamento. É comprovado que a vibração do brinquedo melhora a irrigação sanguínea da região intima (e de toda a área em que ele for aplicado). E nem sempre, utilizaremos um brinquedinho vibratório introduzindo-o em orifícios.

Você pode utilizá-lo para fazer uma deliciosa e excitante massagem ou para poder potencializar o momento do sexo oral no parceiro (massageando a zona púbica).

O que indico é que cada mulher tem um estilo próprio para brinquedos eróticos. Existe no mercado inúmeros modelos, com texturas diferentes e potencias incríveis. O importante é seguir duas regras básicas:
• Primeira: se for comprometida, pergunte ao amado (ou amada) se ele (a) curte a idéia de ter um acessório na cama. Nada de fazer surpresas. Você pode sair surpreendida nesta história. E acredite numa conversa franca e bem humorada a respeito do assunto: sextoys! Isso pode render uma noite inesquecível.
• Segunda: se o parceiro for machista ou “meio Sherek”, prefira objetos que não tenham formato fálico e que sejam pequenos. Homem, na cama, detesta comparação e competição. E saiba conversar! Diga a ele que você comprou uma bala vibratória para massagear os pés! Ninguém fica com ciúmes disto!

No geral, vibradores achatados e em formato de C são para penetração dupla ou estimulo duplo. Brinquedos com ponta curvada ou com esfera na ponta são destinados ao prazer clitoriano. Os demais acessórios personais são para estimular a região vaginal, proporcionando maior circulação sanguínea. Não esqueça que somos diferentes do homem no formato das genitálias, porém a forma de excitação é a mesma! Precisamos de intumescimento e muita circulação de sangue em toda a região vaginal para alcançarmos o orgasmo. Uma massagem bem feita e com intensidade vibratória é perfeita para o alcance do prazer intenso.
foto2
Tem muita gente que pensa que quando for precisar comprar um vibrador para ter prazer é por que a relação “morreu”. E sabemos que as coisas não são bem por aí! Existem estudos europeus que comprovam que a fase da paixão dura apenas 24 meses. O amor, teoricamente, irá florescer junto, mas se nós não dermos uma “ajudinha” teremos dificuldade em manter o tesão e a novidade vivas dentro do relacionamento.

Por isso peço ao casal para visitarem Sex Shops. E mesmo sem ter experiência no assunto, sempre pesquise antes de comprar. Nunca saia comprando aquilo por que a amiga disse que é legal. Lembre-se que o que é bom pra umas nem sempre é bom pra outras. Cada uma de nós tem um tipo e particularidade. Tem mulheres que gostam de mais (em quantidade e intensidade) estimulo na região do clitóris outras preferem penetração e outras só alcançam o clímax se estimuladas na região perianal. E tem mulheres que precisam de todos os estímulos e carícias juntos!

E existem vibradores para todos os tipos de mulheres e situações – basta você procurar uma boa loja que tenha artigos de qualidade e obter informações pertinentes ao seu estágio de relacionamento.
Procure por modelos silenciosos, discretos e macios. Dê preferência aos acessórios recarregáveis – pilhas sempre vão deixá-los na mão no momento em que mais precisarão dele!

Procure ser feliz, se realizar sexualmente, se divertir, ter prazer em dar prazer. E se para isso for necessário o uso de algum brinquedinho erótico, livre-se deste pudor arcaico embutido pelas gerações e busque a sua forma de liberdade e saciedade. Tenha fome de vida saudável!
foto3

Visit Us On FacebookVisit Us On Google PlusVisit Us On PinterestVisit Us On YoutubeCheck Our FeedVisit Us On Instagram